18 de mai de 2015

Avaliação aos jogadores - 2º Rodada

A partir dessa segunda rodada, faremos a avaliação individual de todos os jogadores com notas que variam de 0 a 10, usando o 0,5 como único valor entre um número e outro. Ao final faremos a seleção do Galo no segundo semestre. A partir da próxima rodada você, caro leitor, poderá ajudar também nessa votação. Faremos uma enquete ao final de cada jogo para sabermos sua avaliação. 


Victor (6,5): Não teve muito trabalho, e quando foi exigido correspondeu. 

Patric (7,5): Vem crescendo muito de produção, e ele foi a principal arma do Galo no jogo. Com uma assistência direta e outra indireta, foi um dos nomes do jogo 

Jemerson (8,0): Autor de dois gols, ele vem se destacando pelo poder no cabeceio. Média de gols superior a de Réver, maior zagueiro artilheiro do clube. Apesar de toda boa forma ainda comete alguns erros na defesa pela falta de experiência, mas sempre se recupera com o seu poder de desarme. Leo Silva (6,5): Seguro, teve trabalho nas disputas pelo ar com Fred. Venceu todas as disputas que não acabaram em falta. 

Douglas Santos (6,5): Ainda tímido, precisa de mais participação no ataque. Mas vai bem na defesa sem comprometer. 

Rafael Carioca (7,0): Único volante, eu conta do recado e dominou o meio campo ao lado do Dátolo 

Dátolo (7,0): Assim como seu companheiro foi bem ao controlar as ações no meio campo. Premiado com um gol após bela jogada de Patric e Luan 

Luan (8,5): Melhor em campo, Luan só não fez chover em Brasilia. Jogou de volante a centro avante e teve participação direta nos 4 gols do Galo. Autor do escanteio que resultou no gol do Jemerson, depois, com agilidade e inteligência bateu a falta rápida e viu Patric livre pra cruzar. No terceiro gol deu um belo passe que deixou Patric em boas condições de chegar a área com a bola dominada. Por último, só escorou o cruzamento de Carlos. 

Carlos (7,0): Muito criticado pelas finalizações Carlos vai se mostrando versátil. Apesar de falhar na concretização das jogadas, Carlos vem ajudando na marcação e dando assistências.

Thiago Ribeiro (6,0): Com a mesma função de Carlos, mas pelo lado direito, Thiago não conseguiu render o que se esperava dele. Perdeu um gol na cara do goleiro e foi só, não criou e nem marcou. 

Pratto (7,5): Só não fez gol. Pratto foi armador e finalizador. Correu e armou o time e ajudou o Galo a conquistar a primeira vitória no campeonato brasileiro 2015. 

Substitutos: 

Giovanni Augusto (6,5): Manteve o nível do time, entrou e não deixou a intensidade diminuir. 

Maicosuel (6,5): No mesmo nível do companheiro acima. 

Josué (6,5): Fechou o meio de campo e ajudou o time a segurar o largo placar.

11 de mai de 2015

Se Não For Sofrido...


 “Se não for sofrido...” todo atleticano não só conhece como vem vivendo essa frase frequentemente nos últimos anos, e vamos confessar como é bom ser galo, o sofrido tem um sabor muito maior desde aquela partida contra o Tijuana, em que Riascos partiu pra bola e são Vitor defendeu, o Galo foi abençoado por aquele pé esquerdo, e à partir dai não existia mais a palavra impossível no dicionário atleticano no lugar dela apareceu a expressão “Eu Acredito” e foi assim até o final da libertadores, até o dia 24 de julho de 2013, dia do título e de mais um milagre do Galo.
  Há quem diga que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, isso até 2014 na copa do Brasil o Galo precisa novamente reverter um placar adverso contra Corinthians e Flamengo, novamente 2 a 0 e dessa vez o palco foi o Mineirão, e o roteiro era tomar 1 a 0 em ambas partidas o que obrigaria o time a fazer 4 a 1. Impossível ? não pra quem acredita, e claro “Eu Acredito” e mais uma vez o Galo fez história duas classificações históricas que culminaram em um título inédito contra o rival.
  Já em 2015 o roteiro não inclui reverter um 2 a 0 na partida de volta, dessa vez o desde as semi-finais  do campeonato mineiro, empatamos em casa e tivemos que ganhar fora, e já foi assim contra cruzeiro e Caldense. Impossível ? não pra quem acredita, ou pra quem tem a genialidade de Guilherme, um finalizador como Pratto , e a volta de um velho conhecedor da palavra acreditar, como foi o Jô.
 Oitavas da libertadores, o primeiro jogo foi 2 a 2, e mesmo quando perdíamos de 2 a 1 nós acreditamos e conseguimos um empate no último minuto; e na próxima quarta o objetivo do Galo já está traçado, temos que vencer o Inter no beira Rio pra alcançarmos a classificação, o jogo promete ser difícil e sofrido, como vem sendo nos últimos anos, mais “se não for sofrido não é Galo”. Reverter o resultado não vai ser fácil, mais vai ser impossível ? Não se você acredita, “Eu Acredito” #VamoGalo

6 de mai de 2015

Acreditar

  Começa hoje a segunda fase da libertadores, o Galo vai enfrentar o Internacional no horto e mais uma vez é hora de acreditarmos, dessa vez o roteiro será diferente, mesmo chegando até a final definiremos quase sempre fora de casa, a segunda partida so será decidida no Horto no caso de enfrentarmos o River, Guarani ou Universitário Sucre. Os dois primeiros só seriam adversários em uma possível final e o Universitário já foi eliminado pelo Tigres.
  A Libertadores desse ano é vista por muitos como a mais difíceis dos últimos anos, e como nunca é fácil para o Galo dessa vez promete ser com ainda mais dificuldades, e o adversário das oitavas o Internacional o confronto será o encontro do campeão mineiro contra o campeão gaúcho e dessa vez a primeira partida pode ser a mais importante é a hora do time se impor em campo para poder encaminhar a classificação e poder jogar a segunda partida com mais tranquilidade sabendo o que fazer, o Galo sabe  o que fazer ano passado vimos isso na final da copa do Brasil quando fizemos 2 no rival dentro de casa e o time jogou com tranquilidade na outra partida e venceu por 1 a 0 e conquistando o título.

  Depois de tudo que vivemos nos últimos dois anos, eu acredito e sei que todos os atleticanos acreditam, ate torcedores de outros times já estão acreditando, e se não acreditarem sei que também não duvidam. O Atletico hoje mostra pro mundo que sempre esteve vivo, o gigante nunca morreu so esperou o momento certo de se levantar e agora EU ACREDITO que todos os anos de má sorte serão recompensados porque AKI É GALO PORRA. 


28 de jan de 2014

E o ano começa oficialmente para o Galo

21 de dez de 2013

Melhor time da América, terceiro melhor time do Mundo

Falaaa, Massa!!!

É assim que o Galo termina o ano e sua participação do Mundial de Clube da Fifa, poderia ser melhor?? Sim, é claro que sim, mas não podemos criar uma pequena crise, nesse que foi uma ano extremamente espetacular para o Galo. Agora é começar 2014 bem para que possamos estar ano que vem de novo em Marrocos, e com mais força busca esse título tão sonhado!!

Apesar da ressaca imposta pela saída prematura e inesperada do Mundial de Clubes, não era esse clima que queríamos despedir do treinador. Cuca deixa um legado histórico no clube alvinegro. Com ele, o Atlético voltou a ser temido pelos adversários e venceu um título inédito, depois de um jejum de 42 anos sem uma conquista expressiva. O vitorioso ciclo da equipe comandada pelo técnico Cuca provavelmente chegou ao fim neste Sábado, em Marrocos, diante do clube Chinês. O treinador, bicampeão mineiro, vice-campeão brasileiro e campeão da Libertadores já deu mostras de ser quase impossível resistir à oferta do milionário mercado do futebol chinês. Mesmo a despedida não tendo sido a sonhada, desejamos muito sucesso e felicidade. O Atleticano será para sempre muito grato a você. Valeu, Cuca!!!!



"Você entra no Atlético como funcionário, e sai como torcedor" - Cuca

17 de dez de 2013

VAMO VAMO MEU GALÔÔ!!

(Foto retirada do blog VAMU GALO: @vamugaloblog)